Cachorros com medo de fogos? Saiba o que fazer



Todo mundo sabe que os cachorros com medo de fogos ficam desesperados. Nem precisa ter um para saber, os da vizinhança mostram isso. E isso pode se tornar um perigo para alguns animais, pois eles tendem a ficar muito ansiosos e podem até ter um problema sério. É muito comum acontecer em datas comemorativas.

O reveillon está chegando, e com ele todos os sentimentos de paz, harmonia e comunhão entre os humanos. Mas vale frisar: entre os "humanos". Já os cães não concordam muito com esses sentimentos de paz e harmonia. Mas não porque eles não gostam desses estados, e sim por causa dos velhos fogos de artifício.


medo de fogos



O que fazer

Em época de festas, os humanos - sabe-se lá por que - costumam soltar milhares de fogos, e fazer um grande estardalhaço para comemorar. Para os cães, isso significa perigo, pois o barulho faz com que ligue o instinto de sobrevivência. Aqui vão algumas dicas para acalmar seu cão no ano novo (ou em qualquer outra data):

Opção 1: Treine-o antes


Para acabar de vez com o medo dos cães, o ideal é treiná-lo para que ele perca o sentimento de perigo quando ouvir fogos. Você pode comprar em um pet shop um CD especialmente para esses fins. Esse CD possui barulhos de estouro de fogos, então você treina seu cão a partir dele. 

É muito simples, você fica com seu cachorro ao seu lado e coloca os barulhos para tocar, e então, agracia-o com petiscos e da uma pausa. Depois repete o processo até ele ficar calmo. Com a repetição desse exercício, seu cão ficará mais tranquilo, pois estará associando o barulho do foguete a uma coisa boa e não o medo.

Opção 2: Algodão no ouvido


Essa solução parece ser mais simples e lógica, caso você não tenha tempo nem condições de encontrar o CD de barulhos. Mas para botar em prática essa alternativa, é necessário ter um cuidado. As orelhas do caninos são lugares sensíveis, e precisam de muito cuidados no manuseio. 

Certifique-se de que o tamanho do algodão que você usará não deverá ser muito pequeno, pois poderá entrar no ouvido do cão, e nem muito grande, pois não parará. Caso você opte por essa solução, procure ficar do lado do seu amigo na hora dos fogos, assim demonstrará segurança a ele.

Opção 3: Isolamento


É a alternativa caso você não queira ou não possa realizar as duas primeiras opções. Procure encontrar um lugar na casa que seja amplo, e que não possua quinas, portões, muros, nada de vidro e nada que ele possa escalar e/ou destruir. 

Deixe um rádio ligado num volume baixo, comida, alguns ossos artificiais para que ele possa roer no momento de ansiedade. O lugar deve ter paredes largas e que isolem o máximo de som possível. As portas e janelas devem ficar bem fechadas para isolar ainda mais o barulho.

Opção 4: Medicamentos


Caso seu cão já tenha demonstrado um medo anormal aos fogos, você deverá falar com o veterinário. Alguns cães sofrem ataques de ansiedade mais fortes, e seu medo pode levá-los a roerem tudo e se machucarem, e alguns casos, podem até infartar. Para passar longe desses perigos, converse com o veterinário e lhe peça alguns medicamentos para acalmar seu cachorro.

Opção 5: Fique com ele


Essa alternativa vale somada com qualquer uma das outras. Ou se você não escolheu nenhuma dessas alternativas, você deverá escolher a última. Na hora dos foguetes, não saia de perto dele, pois isso lhe deixará mais apavorado. Quando seu cão está com medo, e você se aproxima com pena, e pega ele no colo, a tendência é aumentar ainda mais o pânico. 

Pense sempre no conceito de bando, quando um cão está aflito, o líder sempre tenta mostrar sua autoridade e tenta resolver o problema. Por isso, mostre ao cão que você não está aflito como ele, e sim muito calmo, e logo dará um jeito no problema. Assim você deixará seu cão mais tranquilo.

fogos de artifício


Leia também:
 

Dicas do Cão Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates