Cães de guarda: listas das melhores raças



Há milhares de anos os nossos fiéis companheiros cumprem a função de cão de guarda, e hoje em dia o treinamento para essa finalidade ainda não é dispensável. Frequentemente as pessoas necessitam de proteção, e um cachorro pode cumprir muito bem essa função. Há diversas raças de cães de guarda, há uma imensa lista de cães com variados temperamentos. Você pode optar pelas características específicas de uma determinada raça, adequando a sua situação. Abaixo uma lista em ordem alfabética de 10 boas raças:


Akita

guarda

Já existiu alguma controvérsia a respeito do Akita ser ou não ser um cão de guarda . E no caso de você optar por ele, poderá não só ter um ótimo companheiro protetor, mas também uma ótima babá para seus filhos. Seus instintos protetores e territoriais, e sua inteligência bastante apurada, fazem dele um ótimo guardião, a ponto de saber distinguir cada pessoa que frequenta sua casa, dos seus amigos ao carteiro. O Akita é um animal minucioso, que investiga tudo ao redor. É quieto, não costuma latir muito, e escolhe um ponto estratégico para observar seu território. 

A medida que fica mais velho, late apenas em algumas circunstâncias, ou seja, quando ele sabe que algo está errado. Por ser dócil e calmo, não há restrições de lugares para o Akita para viver. Ele pode facilmente morar em um apartamento, já que o fator tamanho não importa. Alguns cuidados são necessários se você deseja ter um Akita. Por exemplo, ele tem dificuldade de conviver em grupo. De preferência, escolha essa raça se você não tem ou não deseja ter outros cães. No máximo adquira um casal. 


No passado, no Japão, sua terra de origem, a raça era usada para disputar brigas. Isso deixou marcas até hoje nos Akitas. Para uma boa sociabilidade, é necessário um treinamento durante toda sua vida. A raça também foi bastante usada na antiguidade para a caça, devido ao seu tamanho e seu faro apurado. Um ótimo companheiro, e extremamente protetor da família. Um cachorro de grande porte, o macho adulto pesa entre 35-40 kg, e a fêmea entre 30-35 kg.



Boxer

vigia

Quem deseja aliar uma ótima companhia e uma ótima guarda, o Boxer é o cachorro ideal. É um animal calmo e tolerante, adora ficar perto das pessoas que gosta, e não necessita de atenção a todo momento como algumas raças. Convive com todos os tipos de pessoas e de cães, inclusive os hiperativos e os mais velhos. É inteligente e por isso facilmente treinado. 

Mesmo sendo uma raça de porte médio ele oferece uma poderosa proteção. Suas boas características de guarda fez com que fosse uma das primeiras raças usadas pela polícia alemã. É muito fiel, e fica atento a qualquer manifestação de perigo. O Boxer tende a pular em pessoas que gosta, porém esse comportamento pode ser corrigido com o treinamento adequado. 

Surgiu no final do século 19, quando alemães cruzaram um tipo de raça antiga, conhecido como Bullenbeisser com o Bulldogue inglês.  Hoje, mais de 100 anos depois desse cruzamento, a raça se aperfeiçoou e se tornou um excelente cão, que mistura uma ótima companhia com uma fiel guarda. O macho adulto mede entre 55 e 64 cm, enquanto a fêmea estão entre 53 e 59 cm.

Bullmastiff


companheiro

Do cruzamento entre Mastim Inglês e o Bulldog inglês originou-se essa raça relativamente nova. No século 19 os ingleses enfrentavam um grande problema de pesca em lugares proibidos. A guarda necessitava de um cachorro que fosse ao mesmo tempo forte e ágil. O Mastim é uma raça muito forte, porém lento, e em contraposição, o Bulldog é rápido, mas pouco forte. 

Da possibilidade de cruzar essas duas raças para extrair suas características mais benéficas, os guardas ingleses criaram o Bullmastiff. É um cachorro que se adapta muito bem a vida familiar, mesmo que sua trajetória seja de guarda. Apesar de sua grande força, ele não agride ninguém, por ter sido criado para não morder a vítima. 

A dureza e coragem exterior dele contradiz a sua bondade e fidelidade interior. Não requer muito exercícios e não tende a latir muito. Se além de tudo, você gosta do silêncio predominando no ambiente, esse é um perfeito para as funções que você necessita. Por ser uma raça criada para uma função que depende do silêncio, o Bullmastiff cumpre bem esse papel.


Collie

fiel

A raça é uma das mais queridas em todo o mundo. Um pouco se deve ao filme de 1948, "A volta de Lassie". É um animal dócil, carinhoso, dedicado e grande protetor da sua família  Essas são qualidades que um cachorro de guarda precisa, e que sobram nessa raça. Sua capacidade vocal faz dele um grande guardião. 

Apesar de sua aparência sofisticada, os Collies não necessitam de muita preocupação. O que lhes basta é um bom lugar para que façam exercícios. Até mesmo seus belíssimos pelos necessitam nada mais que uma escovação diária para estarem sempre bonitos. Se peso varia entre 23 e 34 kg, e mede cerca de 56 a 66 cm. 

A origem da raça está relacionada ao pastoreio, onde o prestativo animal era usado pelos romanos em seus rebanhos. Devido a sua inteligência, os Collies podem ser facilmente treinados, pois aprendem rapidamente. É um cachorro meigo com todos e reservado aos estranhos.  Para um bom adestramento é necessário delicadeza e persuasão, pois mesmo com sua doçura, o Collie apresenta um temperamento de indolência e teimosia. 

Dobermann

protetor

É muito confiável e muito companheiro. Se apega com facilidade ao seu dono, e é amoroso com a família. É obediente e paciente com as crianças. Pode ser um cão de guarda ideal por ser inteligente, rápido e forte, além de ter um temperamento muito equilibrado. 

Aceita visitas de estranhos no seu território, desde que acompanhados de algum membro da família. Mantém a vigilância de uma forma discreta nesses momentos, devido ao seu zelo e proteção dos seus entes queridos. Pode defender um longo território, seu porte físico não o deixa cansar. Ele daria conta facilmente de um grande espaço para proteger. 

Esse corajoso bicho é muito apegado ao dono, e necessita sempre de carinho e atenção, pois dele é dependente. A postura dele é elegante e nobre, por isso dificilmente se verá um Dobermann "lambedor". Se você deseja uma guarda que combine força e agilidade, que tenha incríveis reflexos e um temperamento controlado e disciplinado, não pense duas vezes.


Dogue Alemão

cachorro



Os intrusos dificilmente se atreveriam a invadir uma casa com o "Apollo dos cães" do lado de dentro. É assim que o Dogue alemão é conhecido. É um cão muito dócil e afetuoso, amistoso com os amigos e familiares, e adora as crianças. Apoiado sobre suas patas traseiras, pode chegar a 1,80 m, e pesar mais de 70 kg. A noção de território para ele é qualquer lugar onde se encontra seu dono. Se o que você procura é um cão de grande porte, de aparência assustadora, mas ao mesmo tempo gentil com pessoas que convivem com você, essa seria uma grande escolha. 




É improvável que a raça ataque e machuque alguém. Como no exemplo do desenho animado Scooby Doo, o Dogue Alemão não fere ninguém. Porém, a aparência com o personagem fica só na amistosidade. Ele não é medroso, muito pelo contrário, é corajoso e sabe impor respeito, e sua ferocidade bota medo em qualquer um. Para um desenvolvimento físico, é necessário que tenha um grande lugar para ele se exercitar. A vantagem é que por possuir um pelo curto, não necessita de muitos cuidados. 



Os antepassados dessa raça são o Grand Danois e o Deutscher Dogge. Os vestígios arqueológicos mais antigos da estirpe datam de 3000 a.C. no Egito Antigo. Como seu nome revela, foi na Alemanha que a raça adquiriu popularidade, durante o século 17. Afetivo e brincalhão, por vezes esquece-se de sua força potencial, o que pede um cuidado necessário com crianças pequenas. Para ensiná-lo a harmonia da casa, e a proteção da família, é necessário educá-lo para isso desde pequeno até sua vida adulta. O maior cão do mundo é dessa raça, leia o post sobre ele.




Dogue Brasileiro


cachorro

A raça surgiu do cruzamento entre o Bull Terrier e o Boxer. Do primeiro, herdou toda sua tenacidade, e do segundo a sua docilidade. O Dogue Brasilerio é muito novo, surgiu em 1978 no Rio Grande do Sul, sendo reconhecida pela CBKC como a 3ª raça brasileira, atrás do Fila Brasileiro e do Fox Paulistinha. (Leia sobre as outras raças brasileiras.)

Não requer um cuidado com a pelagem, porém, precisa praticar exercícios diariamente, devido sua grande quantia de energia. Obediente e com um temperamento equilibrado, é uma excelente companhia. É corajoso e apresenta grande resistência a dor, um cachorro que está disposto a enfrentar qualquer perigo desde que tenha sempre a confiança de seu dono. 

Em suma, trata-se de um herói, que dispõe de toda sua força e coragem para proteger as pessoas que ele gosta. Somado ao companheirismo característico da raça - assim como os outros dessa lista - tornou-se ao longo do tempo um cão de guarda perfeito. 





Fila Brasileiro

brasileiro

É um animal extremamente bondoso e dócil com todos ao seu redor, mostra-se meigo e obediente. Por outro lado, ele não admite a presença de estranhos. Sem dúvidas que com essas características ele pode ser um excelente cão vigia. Não necessita nem de um adestramento para isso. 

A origem do Fila Brasileiro pode ter se dado no cruzamento de cachorros trazidos por colonizadores ao Brasil. Raças como Mastiff, Bloodhound e Buldogue inglês podem ser os antepassados que deram origem a essa raça, há mais ou menos quatro séculos. Os cachorros Fila eram usados no pastoreio do gado e na guarda das propriedades rurais, nas fazendas do Sul de Minas e Triângulo Mineiro. 

Essa raça nova de Fila que surgiu em Minas Gerais, foi se adaptando através do tempo, e hoje a natureza fortificou o tipo, e tornou-a uma das melhores raças para a guarda e o pastoreio. Gosta de ficar sempre acompanhado de quem ama, mas se alguma visita chegar até seu território, é muito importante que se prenda o animal. Essa é uma característica de toda estirpe.


Pastor Alemão

cães de guarda

O Pastor Alemão é carinhoso, e preocupado em agradar seu dono. É inteligente e fácil de treiná-lo. Amável com todos, adora as crianças, e as protege de qualquer forma. É necessário um adestramento constante para ensiná-lo a equilibrar o seu temperamento. O treinamento deve ser iniciado com calma, respeitando sempre o tempo de aprendizagem. É recomendado que o adestramento inicie por volta dos 4 meses do animal, para que se acostume e se apegue ao dono, para cumprir adequadamente sua função de vigia. A grande vantagem é a facilidade para treiná-lo, já que o Pastor Alemão está entre os cães mais inteligentes do mundo.



Devido a sua facilidade de aprender, foi utilizado durante a guerra, como um funcionário da polícia (isso lhe valeu o famoso apelido "cão policial"). O pelo do Pastor Alemão precisa de alguns cuidados especiais, como a escovação pelo menos duas vezes por semana. Raramente um cachorro consegue manter a calma sobre si mesmo durante as situações mais caóticas, qualidade perfeita que atua nas circunstâncias de ameaça. 



Um ponto extremamente importante para se levar em consideração é que os Pastores Alemães necessitam de exercícios diários, e estimulação física e mental a todo momento. Portanto, se você não está apto a oferecer isso a ele, melhor optar por outra raça.



Rottweiler

cachorro vigia

Força, agilidade e resistência são algumas das características principais dessa raça. Há muito tempo o Rottweiler é considerado por muitos como a melhor raça para treinamento de guarda. Ele é robusto, forte e ágil, seu tamanho compacto e sua aparência furiosa e intimidadora contribuem para um ótimo desempenho na sua função. Sua desconfiança é um dos muitos motivos que fazem dele um dos melhores cães de guarda. Ele não confia em desconhecidos de maneira nenhuma. Não adianta tentar agradá-lo: ele é um cão que por próprio instinto, não permite a aproximação de estranhos. 



A maneira que o Rottweiler age em situação de perigo também é diferente de outras raças. Ele não ficará latindo como as demais, ou tentando atacar a todo momento. O Rottweiler permanecerá quieto e calmo num primeiro momento, e então, em apenas um sobressalto rápido e eficaz, ele vai de encontro à presa.



É uma das raças mais antigas usadas para esse fim. No século 1, os romanos usavam Rottweilers para acompanhá-los através dos alpes, guardando prisioneiros de guerra e pastoreando o gado. Há relatos de que o imperador Nero mantinha alguns Rottweilers ao redor de seu palácio para botar medo em qualquer inimigo que ali tentasse adentrar.




Pesquise mais sobre a raça que você deseja adotar, e siga os procedimentos necessários para transformar seu companheiro no vigia ideal. Deixo aqui ainda, uma lista do site Pet Wave, em ordem alfabética (em inglês), de muitas outras raças de cães de guardaGuard Dog Breed Information.





Obs: Todos os comentários são moderados. Não serão publicados mais comentários anônimos, por favor, se identifique. Esteja ciente de que leu todo o texto antes de comentar, e não se apresse em fazer críticas que não contribuam para o conteúdo e entendimento dos leitores do blog. Qualquer comentário ofensivo, que agrida a equipe Dicas do Cão ou outro leitor, não serão publicados de forma alguma, você estará perdendo seu tempo.



Posts relacionados: